Tecmater - Equipamentos de proteção individual

Quais os tipos de cintos de segurança para EPI?

A utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) é fundamental para garantir a segurança e preservar a integridade física de trabalhadores que atuam nos mais variados segmentos. Por lei, é dever das empresas fornecer os EPIs necessários para que seus colaboradores estejam protegidos em caso de acidentes de trabalho, doenças ocupacionais, contaminação química, entre outros problemas associados à profissão.

O cinto de segurança tipo paraquedista é um dos principais EPIs indicados para quem realiza trabalho em altura — como em andaimes, plataformas ou escadas — ou em profundidade, como em escavações, poços e minas. Tratam-se de atividades de alto risco, em que podem acontecer quedas e acidentes envolvendo materiais suspensos.

O funcionamento deste dispositivo é bastante simples: o cinto de segurança distribui 100% de sua força de sustentação, prendendo o corpo do trabalhador a um ponto fixo e seguro. Este EPI deve ser utilizado sempre que um trabalhador precisa realizar algum serviço em alturas superiores a dois metros.

Tipos de cintos de segurança

Entre os tipos de cintos de segurança tipo paraquedista, podemos destacar os modelos para espaço confinado, indicado para quem realiza serviços de instalação/manutenção de telefonia ou de eletricidade em espaços confinados de grande risco, e o cinto de proteção para alpinista — que permite regulagem no peito e na região da cintura e vem com argola altamente resistente para ancoragem.
Além desses modelos, existem os com talabarte simples, cinto paraquedista com três pontos, ajustável com proteção lombar, com engate simples ou com engate rápido, com almofada lombar e também o cinto de segurança abdominal.