Tecmater - Equipamentos de proteção individual

Tragédia em Mariana registra 3 mortes de funcionários

A terceira vítima do rompimento de duas barragens da mineradora Samarco, em Marina, Região Central de Minas Gerais, foi identificada nesta segunda-feira (9). O corpo, encontrado na cidade de Rio Doce, a quase 100 km de distância do local do acidente, é de Waldemir Aparecido Leandro, de 48 anos. Ele trabalhava na Geocontrole, terceirizada da mineradora.

Além de Waldemir, também já foram identificados os corpos de Cláudio Fiuza, de 40 anos, e Sileno Narkievicius de Lima, de 47. Nesta segunda, mais um corpo foi encontrado, próximo a Barra Longa, a 70 km de Bento Rodrigues. Ainda não há informações sobre sexo ou idade da vítima.

A partir desta terça (10), a Samarco dará licença remunerada a 85% de seus 3.000 trabalhadores, tanto da unidade de Germano (MG), onde ocorreu o rompimento das barragens de Santarém e Fundão, quanto de Ubu (ES), onde funciona o usina de pelotização do minério de ferro.

Segundo a empresa, os 15% restantes do efetivo vão permanecer trabalhando na apuração das causas do rompimento das barragens e no atendimento às pessoas atingidas.